Blog

Diferenças entre e-mail marketing e SPAM

diferenças-entre-e-mail-marketing-e-spamJá falamos sobre como o e-mail marketing pode se tornar uma ferramenta estratégica para as empresas e as principais vantagens em aliá-los às campanhas publicitárias. Porém, há outra forma de e-mail publicitário que é confundida com e-mail marketing denominada SPAM.

Uma das principais diferenças entre estas ferramentas de comunicação é que no e-mail marketing os usuários se cadastram e/ou autorizam o seu recebimento, assim como tem a opção de não receberem mais, já o SPAM é enviado sem a permissão do receptor, ou seja, de uma forma abusiva.

No e-mail marketing o consentimento do cliente também é chamado de opt-in, que é quando ele mesmo opta por receber a informação, ou soft opt-in que é caracterizado por uma relação evidente entre as partes, quando o público já tem ou teve algum relacionamento com a marca e permitiu a troca de dados. Assim como o opt-out, uma função fundamental do e-mail marketing que permite ao usuário fazer o descadastramento e não receber mais os e-mails.

O Sending and Posting Advertising in Mass (SPAM), que na tradução literal da palava significa “enviar e postar publicidade em massa” é realizado por outro processo e possui outro tipo de abordagem. Funciona quando empresas compram bancos de e-mails de sites que trabalham com cadastros e disparam e-mails divulgando produtos e/ou serviços que possam ser do interesse dos internautas sem sua devida autorização.

diferenças-entre-e-mail-marketing-e-spam-1

É aí que o problema começa, pois algumas empresas não direcionam seus informes somente para potenciais clientes (público-alvo), mas sim para qualquer grupo de pessoas, sem cautela e de forma indiscriminada, importando apenas a quantidade de e-mails. Neste caso o internauta pode fazer uma denúncia e banir a prática de SPAM em sua caixa de entrada.

Resumindo: o e-mail marketing é uma prática correta que pode beneficiar não só o usuários como a marca e estreitar o relacionamento entre ambos. Já o SPAM não. É uma prática abusiva realizada por algumas empresas de forma indiscriminada que pode ser banida pelos provedores e até ter seu site retirado do ar.

Gostou do artigo? Compartilhe com os seus amigos.